Sábado, 14 de Julho de 2012
hoxe estou en silencio xogando co pasado

 

Hoxe estou en silencio xogando co pasado,

mentres vexo chegar andando a miña avó,

que aínda é tan pequena como eu a recordo

e segue alí no vello paseo Afonso XII.

Eran cen escaleiras as que nos separaban,

o mundo da cidade vencido de ruídos

e a praciña de pedra en que aínda hai un pozo

ou a casa pequena da indomable Manuela.

Recupero a memoria de Pepa silenciada

pola peste da gripe cando empezaba o século,

e o misterio da vida en garrafas de barro

e algodón por Gonzalo, que naceu a destempo.

Recupero a friaxe e o sal do mar na noite

e a chalana afogada na outra beira da ría,

á miña nai tirando carbón desde a bufarda

ou atada a unha silla de falar castellano.

E eu sinto que son hoxe tantas que entón me foron,

Saladina, Manueliña, Rosa ou tamén Pepa,

e a mesma Teresa que nos fala incansable

mentres o tempo vai rodando pola tarde.

 

***

 

marta dacosta

 

*


lido em: http://asescollaselectivas.blogaliza.org/2012/04/02/marta-da

publicado por carlossilva às 09:09
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2012
un poema de sangue non se fai nun minuto

 

Un poema de sangue non se fai nun minuto,
coma guerra que estoupa, enxéndrase nos anos,
cada dorido golpe arrinca do granito
das nosas mans, as liñas que denuncian palabras.

Cada palabra un golpe e cada letra sangue,
cada paso na fronte un século de ira,
cada morte de home, esperanza prometida
con base no vento que lle levou a fala.

E estes os alicerces da débil poesía;
estes os cimentos en que non construímos nada;
para que estas vigas de pesados cadáveres,
para que ser fillos de guerras acabadas.

 

***

 

marta dacosta

 

vigo, 1966

 

*


lido em: http://www.enfocarte.com/PoesiaGallega/dacosta.html

publicado por carlossilva às 03:29
link do post | comentar | favorito

Domingo, 22 de Março de 2009
parece innecesario falar de amor

 

Parece innecesario falar de amor, ás veces
e construír poemas de corpos derrubados,
de fume, de suor, de ventás apagadas,
de líquidos encontros e seguras derrotas.

Parece innecesario mais aínda transitan
folios e máis folios, e libros ademais.

Destrúen o silencio, de feble arquitectura,
dos que calando amamos con terca intensidade.

Parece innecesario falar de amor, ás veces,
para esquecer sen saña as bandeiras do odio
ou as bágoas humildes de quen non ten futuro
e nin pedir perdon por ignorar que somos.

 ***

MARTA DACOSTA (1966)
Vigo - Galiza

***************************************


Parece desnecessário falar de amor, às vezes
e construir poemas de corpos derrubados,
de fumo, de suor, de janelas apagadas,
de líquidos encontros e seguras derrotas.


Parece desnecessário mas ainda transitam
Páginas e mais páginas, e livros também.

Destroem o silêncio, de débil arquitectura,
dos que calando amamos com obstinada intensidade.

Parece desnecessário falar de amor, às vezes,
para esquecer sem ira as bandeiras do ódio
ou as lágrimas humildes de quem não tem futuro
e nem pedir perdão por ignorar quem somos.

 

[trad:cas]

 



publicado por carlossilva às 00:54
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
agenda
18 de abril 2013 19 de abril 2013
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

hoxe estou en silencio xo...

un poema de sangue non se...

parece innecesario falar ...

arquivos

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

a m pires cabral(4)

adelia prado(5)

adilia lopes(8)

al berto(6)

alba mendez(4)

albano martins(4)

alberte moman(8)

alberto augusto miranda(9)

alexandre teixeira mendes(11)

alfonso lauzara martinez(8)

alice macedo campos(13)

alicia fernandez rodriguez(5)

almada negreiros(4)

amadeu ferreira(8)

ana luísa amaral(6)

ana marques gastao(4)

andre domingues(5)

andreia carvalho(4)

antonio barahona(5)

antonio cabral(5)

antonio gedeao(5)

antonio ramos rosa(7)

anxos romeo(4)

ary dos santos(5)

augusto gil(4)

augusto massi(4)

aurelino costa(11)

baldo ramos(6)

bruno resende(5)

camila vardarac(9)

carlos drummond de andrade(5)

carlos vinagre(13)

cesario verde(4)

concha rousia(4)

cristina nery(5)

cruz martinez(9)

daniel filipe(5)

daniel maia - pinto rodrigues(4)

david mourão-ferreira(6)

elvira riveiro(8)

emma couceiro(4)

estibaliz espinosa(7)

eugenio de andrade(8)

eva mendez doroxo(8)

fatima vale(10)

fernando assis pacheco(4)

fernando pessoa(5)

fiamma hasse pais brandão(5)

florbela espanca(7)

gastão cruz(5)

helder moura pereira(4)

ines lourenço(6)

iolanda aldrei(4)

jaime rocha(5)

joana espain(10)

joaquim pessoa(4)

jorge sousa braga(6)

jose afonso(5)

jose carlos soares(4)

jose gomes ferreira(4)

jose luis peixoto(4)

jose regio(4)

jose tolentino mendonça(4)

jussara salazar(6)

luis de camoes(5)

luisa villalta(4)

luiza neto jorge(4)

maite dono(5)

manolo pipas(6)

manuel alegre(6)

manuel antonio pina(8)

maria alberta meneres(5)

maria do rosario pedreira(5)

maria estela guedes(7)

maria lado(6)

maria teresa horta(5)

marilia miranda lopes(4)

mario cesariny(5)

mia couto(8)

miguel torga(4)

nuno judice(8)

olga novo(17)

pedro ludgero(7)

pedro mexia(5)

pedro tamen(4)

raquel lanseros(9)

roberta tostes daniel(4)

rosa enriquez(6)

rosa martinez vilas(8)

rosalia de castro(6)

rui pires cabral(5)

sophia mello breyner andressen(7)

suzana guimaraens(5)

sylvia beirute(11)

tiago araujo(5)

valter hugo mae(5)

vasco graça moura(6)

virgilio liquito(5)

x. m. vila ribadomar(6)

yolanda castaño(10)

todas as tags

links
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds