Quarta-feira, 10 de Junho de 2009
ilha dos amores

(...)

E pera isso queria que, feridas

As filhas de Nereu no ponto fundo,

De amor dos Lusitanos encendidas,

Que vem de descobrir o novo mundo,

Todas nuã ilha juntas e subidas,

Ilha que nas entranhas do profundo

Oceano terei aparelhada,

De dões de Flora e Zéfiro adornada;

 

Ali, com mil refrescos e manjares,

Com vinhos odoríferos e rosas,

Em cristalinos paços singulares,

Fermosos leitos, e elas mais fermosas;

Enfim, com mil deleites não vulgares,

Os esperem as Ninfas amorosas,

De amor feridas, pera lhe entregarem

Quanto delas os olhos cobiçarem.

(...)

 

***

Luís de Camões

************************

 

 

 



publicado por carlossilva às 00:49
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 9 de Junho de 2009
segundo dos poemas da infância

 

Quando foi que demorei os olhos

sobre os seios nascendo debaixo das blusas,

das raparigas que vinham, à tarde, brincar comigo?...

...

Como nasci poeta

devia ter sido muito antes que as mães se apercebessem disso

e fizessem mais largas as blusas para as suas meninas.

Quando não sei ao certo.

 

Mas a história dos peitos, debaixo das blusas,

foi um grande mistério.

Tão grande

que eu corria até ao cansaço.

E jogava pedradas a cpoisas impossíveis de tocar,

como sejam os pássaros quando passam voando.

 

E desafiava,

sem razão aparente,

rapazes muito mais velhos e fortes!

E uma vez,

de cima de um telhado,

joguei uma pedrada tão certeira,

que levou o chapéu do Senhor Administrador!

Em toda a vila

se falou logo num caso de política;

o Senhor Administrador

mandou vir da cidade uma pistola,

que mostrava, nos cafés, a quem a queria ver;

e os do partido contrário

deixaram crescer o musgo nos telhados

com medo daquela raiva de tiros para o céu...

 

Tal era o mistério dos seios nascendo debaixo das blusas!

 

***

Manuel da Fonseca

(1911 - 1993)

**********************************



publicado por carlossilva às 00:31
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Junho de 2009
a um negrilho

 

N atrerra onde nasci há só um poeta.

Os meus versos são folhas dos seus ramos.

Quando chego de longe e conversamos, É ele que me revela o mundo visitado.

Desce a noite do céu, ergue-se a madrugada,

E a luz do sol aceso ou apagado

É nos seus olhos que se vê pousada.

 

Esse poeta és tu, mestre da inquietação

Serena!

Tu, imortal avena

Que harmonizas o vento e adormeces o imenso

Redil de estrelas ao luar maninho.

Tu, gigante a sonhar, bosque suspenso

Onde os pássaros e o tempo fazem ninho!

 

***

Miguel Torga

(1907 - 1995)

*********************************



publicado por carlossilva às 00:24
link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Junho de 2009
canção

 

Se fosses luz serias a mais bela

De quantas há no mundo: - a luz do dia!

- Bendito seja o teu sorriso

Que desata a inspiração

Da minha fantasia!

Se fiosses flor serias o perfume

Concentrado e divino que perturba

O sentir de quem masce para amar!

- Se desejo o teu corpo é porque tenho 

Dentro de mim

A sede e a vibração de te beijar!

Se fosses água - música da terra,

Serias água pura e sempre calma!

- Mas de tudo que possas ser na vida, 

Só quero, meu amor, que sejas alma!

 

***

António Botto

(1897 - 1959)

*************************************



publicado por carlossilva às 00:15
link do post | comentar | favorito

Sábado, 6 de Junho de 2009
horas rubras

 

Horas profundas, lentas e caladas, feitas de beijos sensuais ardentes,

De noites de volúpia, noites quentes

Onde há risos de virgens desmaiadas...

 

Ouço as olaias rindo desgrenhadas...

Tombam astros em fogo, astros dementes.

E do luar os beijos languescentes

São pedaços de prata pelas estradas...

 

Os meus lábios são brancos como lagos...

Os meus braços são leves como afagos,

Vestiu-os o luar de sedas puras...

 

Sou chama e neve branca e misteriosa...

E sou, talvez, na noite voluptuosa,

Ó meu Poeta, o beijo que procuras!

 

***

Florbela Espanca

(1894 - 1930)

**************************************



publicado por carlossilva às 00:08
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Junho de 2009
floriram por engano as rosas bravas

 

Floriram por engano as rosas bravas

No inverno: veio o vento desfolhá-las...

Em que cismas, meu bem? Porque me calas

As vozes com que há pouco me enganavas?

 

Castelos doidos! Tão cedo caístes!...

Onde vamos, alheio o pensamento,

De mãos dadas? Teus olhos, que um momento

Perscrutaram nos meus, como vão tristas!

 

E sobre nós cai nupcial a neve,

Surda, em triunfo, pétalas, de leve

Juncando o chão, na acrópole de gelos...

 

Em redor do teu vulto é como um véu!

Quem as esparze - quanta flor! - do céu,

Sobre nós dois, sobre os nossos cabelos?

 

***

Camilo Pessanha

1867 - 1926)

**********************************



publicado por carlossilva às 00:07
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009
de tarde

 

Naquele pic-nic de burguesas,

Houve uma coisa simplesmente bela,

E que, sem ter história nem grandezas,

Em todo o caso dava uma aguarela.

 

Foi quando tu, descendo do burrico,

Foste colher, sem imposturas tolas,

A um granzoal azul de grão-de-bico

Um ramalhete ribro de papulas.

 

Pouco depois, em cima duns penhascos,

Nós zcampámos, inda o Sol se via;

E houve talhadas de melão, damascos,

E pão-de-ló molhado em malvasia.

 

Mas, todo púrpuro a sair da renda

Dos teus dois seios como duas rolas,

Era o supremo encanto da merenda

O ramalhete rubro das papoulas!

 

***

Cesário Verde

(1855 - 1886)

****************************************



publicado por carlossilva às 00:46
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Junho de 2009
liberdade, onde estás? quem te demora?

 

Liberdade, onde estás? Quem te demora?

Quem faz que o teu influxo em nós não caia?

Porque (triste de mim!), porque não raia

Já na esfera de Lísia a tua aurora?

 

Da santa redenção é vinda a hora

A esta parte do mundo, que desmaia.

Oh! Venha... Oh! Venha, e trémulo descaia

Despotismo feroz, que nos devora!

 

Eia! Acode ao mortal que, frio e mudo,

Oculta o pátrio amor, torce a vontade,

E em fingir, por temor, empenha estudo.

 

Movam nossos grilhões tua piedade;

Nosso númen tu és, e glória, e tudo,

Mãe do génio e prazer, ó Liberdade!

 

***

Manuel Maria Barbosa du Bocage

(1765 - 1805)

***********************************************



publicado por carlossilva às 00:33
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Junho de 2009
é no teu olhar tão puro

 

É no teu olhar tão puro

Que vou lendo o meu futuro,

Pois o passado esqueci:

E fico recompensado

Da perda desse passado

Quando estou ao pé de ti,

 

***

António Aleixo

 

*****************************************



publicado por carlossilva às 03:20
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 1 de Junho de 2009
canção de leonoreta

 Borboleta, borboleta,

flor do ar,

onde vais, que me não levas?

Onde vais tu, Leonoreta?

 

vou ao rio, e tenho pressa, não te ponhas no caminho.

Vou ver o jacarandá,

que já deve estar florido.

 

Leonoreta, Leonoreta,

que me não levas contigo.

 

***

 

Eugénio de Andrade

 

*******************************

[selecção: sophia de mello breyner andresen]


lido em: Primeiro Livro de Poesia

publicado por carlossilva às 12:46
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
agenda
18 de abril 2013 19 de abril 2013
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

fogo e água

pára-me de repente o pens...

si digo mar

infância

trapo de voz representa o...

nana para gatos a punto d...

sou uma coluna crematória

dois poemas

nacín vello de máis

uelen

arquivos

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

a m pires cabral(4)

adelia prado(5)

adilia lopes(8)

al berto(6)

alba mendez(4)

albano martins(4)

alberte moman(8)

alberto augusto miranda(9)

alexandre teixeira mendes(11)

alfonso lauzara martinez(8)

alice macedo campos(13)

alicia fernandez rodriguez(5)

almada negreiros(4)

amadeu ferreira(8)

ana luísa amaral(6)

ana marques gastao(4)

andre domingues(5)

andreia carvalho(4)

antonio barahona(5)

antonio cabral(5)

antonio gedeao(5)

antonio ramos rosa(7)

anxos romeo(4)

ary dos santos(5)

augusto gil(4)

augusto massi(4)

aurelino costa(11)

baldo ramos(6)

bruno resende(5)

camila vardarac(9)

carlos drummond de andrade(5)

carlos vinagre(13)

cesario verde(4)

concha rousia(4)

cristina nery(5)

cruz martinez(9)

daniel filipe(5)

daniel maia - pinto rodrigues(4)

david mourão-ferreira(6)

elvira riveiro(8)

emma couceiro(4)

estibaliz espinosa(7)

eugenio de andrade(8)

eva mendez doroxo(8)

fatima vale(10)

fernando assis pacheco(4)

fernando pessoa(5)

fiamma hasse pais brandão(5)

florbela espanca(7)

gastão cruz(5)

helder moura pereira(4)

ines lourenço(6)

iolanda aldrei(4)

jaime rocha(5)

joana espain(10)

joaquim pessoa(4)

jorge sousa braga(6)

jose afonso(5)

jose carlos soares(4)

jose gomes ferreira(4)

jose luis peixoto(4)

jose regio(4)

jose tolentino mendonça(4)

jussara salazar(6)

luis de camoes(5)

luisa villalta(4)

luiza neto jorge(4)

maite dono(5)

manolo pipas(6)

manuel alegre(6)

manuel antonio pina(8)

maria alberta meneres(5)

maria do rosario pedreira(5)

maria estela guedes(7)

maria lado(6)

maria teresa horta(5)

marilia miranda lopes(4)

mario cesariny(5)

mia couto(8)

miguel torga(4)

nuno judice(8)

olga novo(17)

pedro ludgero(7)

pedro mexia(5)

pedro tamen(4)

raquel lanseros(9)

roberta tostes daniel(4)

rosa enriquez(6)

rosa martinez vilas(8)

rosalia de castro(6)

rui pires cabral(5)

sophia mello breyner andressen(7)

suzana guimaraens(5)

sylvia beirute(11)

tiago araujo(5)

valter hugo mae(5)

vasco graça moura(6)

virgilio liquito(5)

x. m. vila ribadomar(6)

yolanda castaño(10)

todas as tags

links
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds