Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008
quando a gata vier lamber o sono

quando a gata vier lamber o sono

que existe no rosto serão sete e vinte

e sete através da persiana o sol virá

repartido definir o espaço do quarto

 

(há um instante no sono em que quase

me pergunto se a cor do escuro também

sai por feixes a inundar o dia que vai

na rua). esqueço o corpo encerrando as

 

pestanas da manhã (tentado adivinhar

pela distância da sirene a fábrica que

se inicia mas) nem o bico dos pardais

 

descola os olhos deitados; o sono é

um pedaço de dia molhado de noite

por todos os lados

 

***

João Luís Barreto Guimarães (1967)


lido em: Este Lado Para cima

publicado por carlossilva às 03:10
link do post | comentar | favorito

Domingo, 9 de Novembro de 2008
1.

Se quiseres que eu me perca,

buscarei outra ilha.

Esperarei a sombra diante dos olhos,

o milhafre na ravina de crisântemos.

Ao longe, correndo para a primeira luz do dia,

estarei à tua espera,

acenando com a mão esquerda,

avançando sobre o mar.

não te esqueças,

aprendi um dia como deus nos traz um sono

leve que nos cega.

 

***

Rui Coias (1966)

 


lido em: A Função do Geógrafo
tags:

publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | favorito

Sábado, 8 de Novembro de 2008
como se o vento trouxesse

como se o vento trouxesse

recados

que pudesse abandonar

ao serviço do mensageiro

 

como se o vento te pudesse levar

e as palavras transformar

no milagre da cerejeira

 

não descuides o vento

que quem uiva

é lobo faminto

rodeia-te antes do essencial

faz-te cozinheira, semeia o teu quintal

 

o que por natureza rola

h-de rolar

e tu sozinha

o que podes contra o vento?

 

***

Ana Paula Inácio (1966)


lido em: Vago Pressentimento Azul Por cima

publicado por carlossilva às 00:20
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008
antes que o verão chegue

Antes que o verão chegue

e as longas tardes

se espalhem pelo coração

e te prendam ao desgaste habitual

toca uma palavra

para que permaneça

na minha boca

onde mais ninguém

possa ficar confundido.

Uma apenas.

 

E vê como pesa menos sobre o silêncio

a sombra que vais mover.

 

***

Vasco Ferreira Campos (1965)


lido em: A Voz à Chuva

publicado por carlossilva às 03:08
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008
devolução

Não sinto culpa por não saber o nome das flores.

Foram dúvidas o que sempre tive,

 

e as dores não admitem nomes.

Uma vez não acreditamos já tudo ter sido dito.

Espera-se numa palavra a devolução do amor.

 

***

Paulo José Miranda (1965)


lido em: A Voz Que Nos Trai

publicado por carlossilva às 04:57
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008
da verdade do amor

Da verdade do amor se meditam

relatos de viagens confissões

e sempre excede a vida

esse segredo que tanto desdém

guarda de ser dito

 

pouco importa em quantas derrotas

te lançou

as dores os naufrágios escondidos

com eles aprendeste a navegação

dos oceanos gelados

 

não se deve explicar demasiado cedo

atrás das coisas

o seu brilho cresce

sem rumor

 

***

José Tolentino Mendonça (1965)

 


lido em: baldios

publicado por carlossilva às 08:19
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 4 de Novembro de 2008
naquela noite a tormenta foi espantosa

Naquela noite a tormenta foi espantosa

e ao cabo das tormentas pelo escuro dos meus olhos veio saindo um

filão infindo de carvão, fria hulha, mil segredos

minerais daquilo que era escrito não saberes.

O medo era espantoso. Eu ouvia ressonar vozes diversas

ao comprido do quarto azul e frio.

Eu ardia de febre e indiferença. Por essas noites grandes

a mim sozinho ia jurando que te amava ainda, ainda.

 

***

Jorge Colombo (1963)

 


lido em: Poemas

publicado por carlossilva às 13:54
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008
mãe

Se queres ouvir

a mãe

em tua memória

arcaica

deixa as palavras verem.

Aceita o colo

vivo

a álgida solidão

e ultrapassa o poema.

 

***

Ana Marques Gastão (1962)

Lisboa


lido em: Nós/Nudos

publicado por carlossilva às 09:03
link do post | comentar | favorito

Domingo, 2 de Novembro de 2008
como se toda a melancolia abrisse em trovoadas violeta

como se toda a melancolia abrisse em trovoadas violeta,

não suporto o tempo. Lembraste o murmúrio das uvas

abandonadas ao amadurecimento de setembro, o comboio

nega o destino de um rio, que caminhos percorre

o aroma da casa aluída? a voz patriarcal

inventada por detrás dos limoeiros, o cão magro

guarda a penúria do canastro

 

***

Rui Duarte Mangas (1962)


lido em: As Raparigas Trazem Braçadas de Lírios como se Fossem Estrel

publicado por carlossilva às 14:05
link do post | comentar | favorito

Sábado, 1 de Novembro de 2008
auto-de-fé

Quando o amor é como os papéis velhos

e anseia por mais arte que a do poema

o coração é o forno onde ardem as palavras.

 

                                     *

 

Nesse dia elas foram, amarradas com barbante,

viúvas precipitando-se dentro da pira.

Fiquei a vê-las abrirem-se como pétalas

para logo definharem a meus olhos

numa florescência não cumprida.

O seu frémito era ainda uma ânsia minha.

 

Remexi as cinzas, agitei o ar com as mãos.

Vi como o poema se mostra servil ante o fogo.

E pensei: ardessem também os meus dedos!

Para que o poema não deixe crias ao morrer

e não mais confira o direito à vida

do que nele vai escrito.

 

                                        *

 

Porque o amor é a arte que fica além do poema,

no dia em que não escrever mais poemas

sei que o amor resgatará o meu corpo da chama.

 

***

Paulo Teixeira (1962)

 


lido em: Autobiografia Cautelar

publicado por carlossilva às 02:41
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
agenda
18 de abril 2013 19 de abril 2013
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

fogo e água

pára-me de repente o pens...

si digo mar

infância

trapo de voz representa o...

nana para gatos a punto d...

sou uma coluna crematória

dois poemas

nacín vello de máis

uelen

arquivos

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

a m pires cabral(4)

adelia prado(5)

adilia lopes(8)

al berto(6)

alba mendez(4)

albano martins(4)

alberte moman(8)

alberto augusto miranda(9)

alexandre teixeira mendes(11)

alfonso lauzara martinez(8)

alice macedo campos(13)

alicia fernandez rodriguez(5)

almada negreiros(4)

amadeu ferreira(8)

ana luísa amaral(6)

ana marques gastao(4)

andre domingues(5)

andreia carvalho(4)

antonio barahona(5)

antonio cabral(5)

antonio gedeao(5)

antonio ramos rosa(7)

anxos romeo(4)

ary dos santos(5)

augusto gil(4)

augusto massi(4)

aurelino costa(11)

baldo ramos(6)

bruno resende(5)

camila vardarac(9)

carlos drummond de andrade(5)

carlos vinagre(13)

cesario verde(4)

concha rousia(4)

cristina nery(5)

cruz martinez(9)

daniel filipe(5)

daniel maia - pinto rodrigues(4)

david mourão-ferreira(6)

elvira riveiro(8)

emma couceiro(4)

estibaliz espinosa(7)

eugenio de andrade(8)

eva mendez doroxo(8)

fatima vale(10)

fernando assis pacheco(4)

fernando pessoa(5)

fiamma hasse pais brandão(5)

florbela espanca(7)

gastão cruz(5)

helder moura pereira(4)

ines lourenço(6)

iolanda aldrei(4)

jaime rocha(5)

joana espain(10)

joaquim pessoa(4)

jorge sousa braga(6)

jose afonso(5)

jose carlos soares(4)

jose gomes ferreira(4)

jose luis peixoto(4)

jose regio(4)

jose tolentino mendonça(4)

jussara salazar(6)

luis de camoes(5)

luisa villalta(4)

luiza neto jorge(4)

maite dono(5)

manolo pipas(6)

manuel alegre(6)

manuel antonio pina(8)

maria alberta meneres(5)

maria do rosario pedreira(5)

maria estela guedes(7)

maria lado(6)

maria teresa horta(5)

marilia miranda lopes(4)

mario cesariny(5)

mia couto(8)

miguel torga(4)

nuno judice(8)

olga novo(17)

pedro ludgero(7)

pedro mexia(5)

pedro tamen(4)

raquel lanseros(9)

roberta tostes daniel(4)

rosa enriquez(6)

rosa martinez vilas(8)

rosalia de castro(6)

rui pires cabral(5)

sophia mello breyner andressen(7)

suzana guimaraens(5)

sylvia beirute(11)

tiago araujo(5)

valter hugo mae(5)

vasco graça moura(6)

virgilio liquito(5)

x. m. vila ribadomar(6)

yolanda castaño(10)

todas as tags

links
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds