Domingo, 11 de Maio de 2008
monumentos

os filhos mais crescidos saindo

não nos dão o mesmo trabalho

e é bom que comecem a aprender

 

nunca lá tendo ido aproveitamos

para lhes mostrar mas só por isso

não vale a pena modifica-se

o percurso um bocado

 

para tudo ser em caminho

não andar para diante temos

de voltar atrás são a última

coisa que nós vistamos

 

não nos podemos demorar

fim de semana estrada molhada

quero estar em casa ao escurecer

 

tanto gostaram que havemos de

cá voltar mas dessa vez com

muito mais vagar

 

in dezoito poemas

Livros sem editor (1971)

 

***

 

Francisco José Craveiro (1950)



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | favorito

Sábado, 10 de Maio de 2008
difícil poema

I

 

Acorda em mim uma criança, deslumbrada e breve, as

pernas sedentas de reflexos puros, simples como um

gesto, um fruto. Diz-lhe que nasceu para o amor. Que

o rosto se pode abrir como uma nuvem e em silêncio

penetrar nos espaços, como uma pomba ou um sorriso.

 

II

 

Ensina-me o sono dos teus seios, a inquietude das

tuas costas. Ensina-me as manhãs e a água, ensina-me a

luz que para além das coisas , numa finíssima poalha,

tomba no verniz da mesa. Ensina-me o verde e o azul,

a penumbra.

 

III

 

Habita-me de imagens e emoções. Ensina-me os sí-

tios, as palavras, as sílabas mais dolorosas. Acorda em

mim o teu corpo, um cristal perfeito de poesia.

 

in Poemas de Amor e Não

Livros sem editor (1971)

 

***

 

 

Sérgio Paulo das Neves Rodrigues da Silva (1950)

 



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 9 de Maio de 2008
poema da fome

Há rastos de lume nos olhos

 

de poeira erguida ao redor dos passos

de gente que se levanta

e não come e não dorme e se consome

enquanto os dias à beira da água parados

bebem o tranquilo pousar das aves

enquanto as almas crescem como trigo

dentro de cada gesto e explodem

o fogo devora

o fogo é isto no fundo dos olhos

 

in vinte e seis poemas iniciais

Livros sem editor (1971)

 

***

 

 

Pires Laranjeira (1950)



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 8 de Maio de 2008
pensamento animal

Pensamento animal,

com agudas ideias a vará-lo

e que fique depois finando-se no chão,

com moiscas ou abutres a acabá-lo.

 

As palavras, é claro, são precisas,

(aí ficam trinta e três)

tão precisas

como pagar a renda ao fim do mês.

 

Mais preciso, no entanto, é que eu vos diga

o que hoje sucedeu

aquià minha porta, em pleno dia,

enquanto Apolo 11 ia pró céu.

 

- O senhor acredita na justiça?

- O que é preciso é ter dinheiro.

- Se o não tiver?

- Arranje-o primeiro.

 

Eram dois entre muitos.

E eu fico-me pràqui a meditar

naquela solução, bem maia difícil

que a descida lunar.

 

Pensamento animal,

unhas e cornos ensanguentados

de tanto lutar, de tanto,

com os fados.

 

in quando o silêncio reverdece

Razão Actual (1971)

 

 

***

 

António Cabral (1931 - 2007)

Castedo do Douro (Alijó) - Portugal



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Maio de 2008
aforismo

O preconceito da ave

não é o tamanho das suas asas

nem o ramo onde poisou

 

Mas a beleza do seu canto

a largueza do seu voo...

e o tiro que a matou.

 

in Obra Poética I

Caminho 1999

 

***

 

José Craveirinha (1922 - 2003)

Lourenço Marques - Moçambique



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 6 de Maio de 2008
nada no horizonte

Nada no horizonte

a não ser eu e sou montanha

olhando outro horizonte

onde de novo estou

e sou floresta.

 

Não há festa

como nascer nascente

e vir cantando

rolando seixos na corrente.

 

Seja o meu corpo vale

o meu coração pedra

o meu sangue regato

os meus cabelos vento

 

e em paz existo mas

não penso

dispenso

sendo

o pensamento.

 

in Poemas Escolhidos e Dispersos
(Roma Editora)

 

 

***

 

 

Rosa Lobato de Faria (1932)

Lisboa - Portugal



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 5 de Maio de 2008
ser, parecer

Entre o desejo de ser

e o receio de parecer

o tormento da hora cindida

 

Na desordem do sangue

a aventura de sermos nós

restitui-nos ao ser

que fazemos de conta que somos.

 

in Raiz de Orvalho (1999)

 

 

***

 

Mia Couto (1955)

Beira - Moçambique


tags:

publicado por carlossilva às 17:21
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Maio de 2008
poema à mãe

No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe!

Tudo porque já não sou
o retrato adormecido
no fundo dos teus olhos!

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais!

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura!

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos...

Mas tu esqueceste muita coisa!
Esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -,
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;

ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;

ainda oiço a tua voz:
"Era uma vez uma princesa
no meio de um laranjal..."

Mas - tu sabes! - a noite é enorme
e todo o meu corpo cresceu...

Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas...

Boa noite. Eu vou com as aves!


 

  in Antologia Breve

 

***

 

Eugénio de Andrade (1923 - 2005)

Fundão - Portugal

 



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | favorito

Sábado, 3 de Maio de 2008
virgens que passais

Virgens que passais, ao Sol-poente,
Pelas estradas ermas, a cantar!
Eu quero ouvir uma canção ardente,
Que me transporte ao meu perdido lar.

Cantai-me, nessa voz omnipotente,
O sol que tomba, aureolando o Mar
A fartura da seara reluzente,
O vinho, a graça, a formosura, o luar!

Cantai! Cantai as límpidas cantigas!
Das ruínas do meu lar desaterrai
Todas aquelas ilusões antigas

Que eu vi morrer num sonho, como um ai....
Ó suaves e frescas raparigas,
adormecei-me nessa voz...cantai !

 

 

 

***

 

 

António Nobre (1867 - 1900)

Porto - Portugal

 



publicado por carlossilva às 01:59
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Maio de 2008
perguntas de um operário letrado

Quem construiu Tebas, a das sete portas?
Nos livros vem o nome dos reis,
Mas foram os reis que transportaram as pedras?
Babilónia, tantas vezes destruida,
Quem outras tantas a reconstruiu? Em que casas
Da Lima Dourada moravam seus obreiros?
No dia em que ficou pronta a Muralha da China para onde
Foram os seus pedreiros? A grande Roma
Está cheia de arcos de triunfo. Quem os ergueu? Sobre quem
Triunfaram os Césares? A tão cantada Bizâncio
Sò tinha palácios
Para os seus habitantes? Até a legendária Atlântida
Na noite em que o mar a engoliu
Viu afogados gritar por seus escravos.

O jovem Alexandre conquistou as Indias
Sózinho?
César venceu os gauleses.
Nem sequer tinha um cozinheiro ao seu serviço?
Quando a sua armada se afundou Filipe de Espanha
Chorou. E ninguém mais?
Frederico II ganhou a guerra dos sete anos
Quem mais a ganhou?

Em cada página uma vitòria.
Quem cozinhava os festins?
Em cada década um grande homem.
Quem pagava as despesas?

Tantas histórias
Quantas perguntas

 

***

Bertold Brecht (1898 - 1956)

Augsburg - Alemanha
 



publicado por carlossilva às 00:01
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
agenda
18 de abril 2013 19 de abril 2013
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

fogo e água

pára-me de repente o pens...

si digo mar

infância

trapo de voz representa o...

nana para gatos a punto d...

sou uma coluna crematória

dois poemas

nacín vello de máis

uelen

arquivos

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

a m pires cabral(4)

adelia prado(5)

adilia lopes(8)

al berto(6)

alba mendez(4)

albano martins(4)

alberte moman(8)

alberto augusto miranda(9)

alexandre teixeira mendes(11)

alfonso lauzara martinez(8)

alice macedo campos(13)

alicia fernandez rodriguez(5)

almada negreiros(4)

amadeu ferreira(8)

ana luísa amaral(6)

ana marques gastao(4)

andre domingues(5)

andreia carvalho(4)

antonio barahona(5)

antonio cabral(5)

antonio gedeao(5)

antonio ramos rosa(7)

anxos romeo(4)

ary dos santos(5)

augusto gil(4)

augusto massi(4)

aurelino costa(11)

baldo ramos(6)

bruno resende(5)

camila vardarac(9)

carlos drummond de andrade(5)

carlos vinagre(13)

cesario verde(4)

concha rousia(4)

cristina nery(5)

cruz martinez(9)

daniel filipe(5)

daniel maia - pinto rodrigues(4)

david mourão-ferreira(6)

elvira riveiro(8)

emma couceiro(4)

estibaliz espinosa(7)

eugenio de andrade(8)

eva mendez doroxo(8)

fatima vale(10)

fernando assis pacheco(4)

fernando pessoa(5)

fiamma hasse pais brandão(5)

florbela espanca(7)

gastão cruz(5)

helder moura pereira(4)

ines lourenço(6)

iolanda aldrei(4)

jaime rocha(5)

joana espain(10)

joaquim pessoa(4)

jorge sousa braga(6)

jose afonso(5)

jose carlos soares(4)

jose gomes ferreira(4)

jose luis peixoto(4)

jose regio(4)

jose tolentino mendonça(4)

jussara salazar(6)

luis de camoes(5)

luisa villalta(4)

luiza neto jorge(4)

maite dono(5)

manolo pipas(6)

manuel alegre(6)

manuel antonio pina(8)

maria alberta meneres(5)

maria do rosario pedreira(5)

maria estela guedes(7)

maria lado(6)

maria teresa horta(5)

marilia miranda lopes(4)

mario cesariny(5)

mia couto(8)

miguel torga(4)

nuno judice(8)

olga novo(17)

pedro ludgero(7)

pedro mexia(5)

pedro tamen(4)

raquel lanseros(9)

roberta tostes daniel(4)

rosa enriquez(6)

rosa martinez vilas(8)

rosalia de castro(6)

rui pires cabral(5)

sophia mello breyner andressen(7)

suzana guimaraens(5)

sylvia beirute(11)

tiago araujo(5)

valter hugo mae(5)

vasco graça moura(6)

virgilio liquito(5)

x. m. vila ribadomar(6)

yolanda castaño(10)

todas as tags

links
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds