Quarta-feira, 24 de Abril de 2013
aroma das gardênias: uma fotografia

 

O amor comeu minha paz e minha guerra.

Meu dia e minha noite. Meu inverno e meu verão.

Comeu meu silêncio, minha dor de cabeça,

meu medo da morte.                             

                                    (João Cabral de Melo Neto)

  

 

Vestiram-se para a foto. Ele, distinto em um paletó preto gravata borboleta lenço na lapela e os óculos, aros fininhos. Didi em um vestido com botõezinhos e plissê, brincos em forma de coração vermelho com pedrinhas ao redor um trancelim de ouro com medalhinha e cabelos curtos muito curtos, repartidos à la garçonne. Olham para o infinito.

Um dia ele morreu.

Didi vestiu-o pela derradeira vez igual à foto, cobriu o caixão com cravos brancos depois vestiu-se de preto.

Quis enlouquecer mas na semana seguinte ele voltou, contou tudo.

Não se habituara muito com aquela vida de morte.

— Que brincadeira é essa?

E estava ele de volta. Viviam assim em núpcias.

Às vezes ele não vinha. Ela caía numa tristeza de dar dó. Dia seguinte ele surgia novamente em frente ao portão, corado e bem disposto. Didi perdeu a conta de quantas vezes ele morreu de quantas viveu talvez a vida toda.

O tempo passou. Chegou o dia em que ela Didi, também resolveu que ia morrer. Elegante, despediu-se de todos, deitou no caixão.

Estava linda vestido branco, pulseira dourada e um véu bordado com minúsculas borboletas rosadas cobrindo o corpo antigo.

As matas se incendiaram fogo fátuo.

As folhas do caderno de anotações voaram atravessadas pelo calor do vento volando as cortinas de seda.  

 

***

 

jussara salazar

 

*


lido em: http://www.escritorassuicidas.com.br/edicao10_3.htm#jussaras

publicado por carlossilva às 15:58
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Março de 2013
bilhete

 

rio fênix por que escreveríamos river phoenix? talvez para que em sua língua você ressurja das cinzas menino-rio de um rio tão distante que se perdeu da vista se perdeu da mãe no imenso abraço-oceano a mãe-baleia com seu urro urrando bramindo em céu noturno, insano bramindo buscando o rio-mar que o rio de tão solar é rio escuro e se adormece em seus braços então por que não chamá-lo? por que não acordá-lo para que venha e nossa língua ressurja das cinzas menino de olhos cor-do-rio menino bonito sob o sol vou chamá-lo de cristalino assim para que ria pássaro sem mágoas que a palavra escrita aqui nessa língua é river e se espalha quando voam suas asas sobre a minha casa e menino você rindo azula os seus cinzas sobre o rio como a fênix flutuando sobre a água,

 

***

 

jussara salazar

 

*


lido em: http://www.escritorassuicidas.com.br/edicao42_2.htm#jussaras

publicado por carlossilva às 14:48
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 15 de Junho de 2012
peixe austral

 

humo y uma
filosofia de dedos acaricia o tigre
silhueta
onde o desenho
sobre a porta
aquece a lâmpada
um círio
entre imagens
uns pequenos encantos
na geometria cálida
desmedida fronteira de um verão
olhos cerrados
quase um espasmo
uma flutuação tênue e cadenciosa
enquanto mergulha
e o verde
são pequeninos pontos
ao longe um pedaço
da desgarrada hora
inútil
minuciosa
e a memória da chuva
às vezes feminina
maná que se oculta
para logo em seguida
emergir superfície
em cifras no anfíbio tear
redondilha
augúrio lampadário
spray
ou cenas do teatro nô
escutam se a si
miram mesmo seus sonhos
quase um mapa
nas delicadezas
e uma ave desavisada arrisca um pouso
perfuma de continuidade
o beiral ovalado
e as lises escamas nos azuis
de uma fotografia impensável
sílabas
na fábula
escrita antes luminosidade
ou fosse a casca
áspera
de um peixe.

 

***

 

jussara salazar

 

*

 

 



lido em: http://asescolhasafectivas.blogspot.pt/search/label/JUSSARA%

publicado por carlossilva às 14:08
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012
o livro das tempestades


Fólios sonoros rasgados
ao vento girando os dias
assombrando a terra
(pianoforte) — árvore das mil estrelas qual livro aberto
e tudo e todas as páginas
ao vento também
dos poemas despedaçados
esfera marítima rumorejante
esfomeada
ondulando as roupas coloridas
de um varal aéreo
rodopiantes silfos
sufis, encantos ou Mary Poppins
com su umbrella bianca
— serei as duas almas de Hurricane
subterrâneo vício de Ulisses
no velo do abraço a tarde fria
espumando a boca
do cão com asas
do cão sem asas
guiando meu cego corpo
mar do olho pedregoso atirado à fuligem
sopro preso no sopro
na voragem
e de novo o corpo
em grifos
açoites
entrecortando cidades girando
aqui
meu pequeno vendaval
sobre
o tapete chinês

 

***

 

jussara salazar

 

*




lido em: http://asescolhasafectivas.blogspot.com/2008/10/jussara-sala

publicado por carlossilva às 18:41
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 16 de Março de 2011
água celeste ou jogos da amarelinha


antes tarde
que nunca
entulho
antes música
e estilhaço
no ardor
aquático
deste ácido entre
a orla
sempre um cáustico
iça
funde o corpo
um tímpano
ao pólen
quem beira o lago
e o astro
rapta
o concêntrico eco
e antes refaz-se
do que nunca
hálito
enquanto ara
um palavreado
e apalpa
a teia
o átimo
ante
o acústico
caleidoscópio

 

***

 

jussara salazar

pernambuco, 1959

 

*


lido em: http://asescolhasafectivas.blogspot.com/2008/10/jussara-sala

publicado por carlossilva às 11:37
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 21 de Dezembro de 2008
insones

a noite roía as unhas

um vento forte zunia

imenso o leito vazio

até a lua minguava

e não havia estrelas

 

eu tive pena da noite

negro manto de graúna

os piados da coruja

nuvens densas carrancudas

intranqüilo céu de piche

 

uma sirene tocava

os mendigos sem abrigo

os bêbados a madrugada

a rouquidão os gemidos

a noite toda tremia

 

nem ela nem eu dormimos

 

***

Jussara Salazar (1959)

Pernambuco (Brasil



publicado por carlossilva às 00:04
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
agenda
18 de abril 2013 19 de abril 2013
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

aroma das gardênias: uma ...

bilhete

peixe austral

o livro das tempestades

água celeste ou jogos da ...

insones

arquivos

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

a m pires cabral(4)

adelia prado(5)

adilia lopes(8)

al berto(6)

alba mendez(4)

albano martins(4)

alberte moman(8)

alberto augusto miranda(9)

alexandre teixeira mendes(11)

alfonso lauzara martinez(8)

alice macedo campos(13)

alicia fernandez rodriguez(5)

almada negreiros(4)

amadeu ferreira(8)

ana luísa amaral(6)

ana marques gastao(4)

andre domingues(5)

andreia carvalho(4)

antonio barahona(5)

antonio cabral(5)

antonio gedeao(5)

antonio ramos rosa(7)

anxos romeo(4)

ary dos santos(5)

augusto gil(4)

augusto massi(4)

aurelino costa(11)

baldo ramos(6)

bruno resende(5)

camila vardarac(9)

carlos drummond de andrade(5)

carlos vinagre(13)

cesario verde(4)

concha rousia(4)

cristina nery(5)

cruz martinez(9)

daniel filipe(5)

daniel maia - pinto rodrigues(4)

david mourão-ferreira(6)

elvira riveiro(8)

emma couceiro(4)

estibaliz espinosa(7)

eugenio de andrade(8)

eva mendez doroxo(8)

fatima vale(10)

fernando assis pacheco(4)

fernando pessoa(5)

fiamma hasse pais brandão(5)

florbela espanca(7)

gastão cruz(5)

helder moura pereira(4)

ines lourenço(6)

iolanda aldrei(4)

jaime rocha(5)

joana espain(10)

joaquim pessoa(4)

jorge sousa braga(6)

jose afonso(5)

jose carlos soares(4)

jose gomes ferreira(4)

jose luis peixoto(4)

jose regio(4)

jose tolentino mendonça(4)

jussara salazar(6)

luis de camoes(5)

luisa villalta(4)

luiza neto jorge(4)

maite dono(5)

manolo pipas(6)

manuel alegre(6)

manuel antonio pina(8)

maria alberta meneres(5)

maria do rosario pedreira(5)

maria estela guedes(7)

maria lado(6)

maria teresa horta(5)

marilia miranda lopes(4)

mario cesariny(5)

mia couto(8)

miguel torga(4)

nuno judice(8)

olga novo(17)

pedro ludgero(7)

pedro mexia(5)

pedro tamen(4)

raquel lanseros(9)

roberta tostes daniel(4)

rosa enriquez(6)

rosa martinez vilas(8)

rosalia de castro(6)

rui pires cabral(5)

sophia mello breyner andressen(7)

suzana guimaraens(5)

sylvia beirute(11)

tiago araujo(5)

valter hugo mae(5)

vasco graça moura(6)

virgilio liquito(5)

x. m. vila ribadomar(6)

yolanda castaño(10)

todas as tags

links
leitores
pesquisar
 
visitas
Free counter and web stats
blogs SAPO
subscrever feeds